Do Passado ao Presente: A Cultura da Memória dos Regimes Fascistas na Europa

Legenda do Ficheiro

Inscreva-se preenchendo a Ficha de Inscrição 

A cultura da memória dos regimes fascistas na Europa:
Este projeto pretende abordar a narrativa histórica de cada país, concretamente a história dos regimes fascistas, através da partilha e do encontro entre jovens/adultos de distintos países europeus que examinarão em conjunto as suas narrativas, procurando identificar que imagens históricas se desenham, quais os seus heróis e quais as suas vítimas. Ao analisar, desconstruir e discutir várias formas sociais, políticas, nacionais e internacionais de cultura da memória contra os regimes fascistas em vários países europeus, é transmitida uma compreensão da União Europeia, da sua história e da sua diversidade. Pretende-se examinar, através de como a História é transmitida, como cada país lida com seu passado. Isso pode construir pontes para um sentimento pan-europeu de cultura partilhada de memória. Os cidadãos da Europa encontram-se agora através da História e analisam as tendências políticas atuais e as narrativas de hoje dentro da política e da sociedade. O projeto visa a criação de uma rede de histórias sobre a História, que vinculará os participantes.

Execução:
O projeto concretizar-se-á através do intercâmbio internacional, concretamente 4 workshops / oficinas participativas (1 evento em cada país parceiro com duração de 2 a 3 dias) nos quais se utilizará a literatura, o cinema e outras manifestações, adotando formatos como encontros, palestras, visitas a museus e locais ligados à memoria, entrevistas entre jovens e idosos, etc. Estes workshops/encontros fomentarão a narração da história específica do país anfitrião, que será então explorada e discutida pelos distintos participantes nacionais e internacionais. Por um lado, o objetivo é desenvolver uma visão abrangente da cultura de memória de cada país e, por outro, analisar e desconstruir essa imagem por meio da partilha, discussão e análise crítica. Os tópicos abordados em cada encontro não apenas examinam como lidar com a cultura da memória / rememoração, mas também as dimensões políticas da intolerância e da xenofobia no passado e no presente. Entre outras coisas, as oficinas irão lançar luz sobre o papel da oposição a regimes fascistas, que muitas vezes é responsável pela abertura a identidades alternativas e modos de vida alternativos, dentro dos regimes fascistas. Estes tópicos são de particular importância para a Europa de hoje e requerem atenção e reflexão constantes. Através de um grupo internacional diverso, podem surgir diálogos interculturais, baseados nos tópicos mencionados e negociados. As semelhanças e diferenças culturais serão exploradas (lembradas), as narrativas históricas serão analisadas e reconhecidas e refletidas com base em suas sensibilidades. Esses diálogos serão conduzidos e acompanhados por moderadores profissionais.

Objetivos do Programa

  • Promover uma cultura da memória comum;
  • Analisar e discutir a narrativa dos regimes fascistas nos países europeus;
  • Sensibilizar para as novas formas emergentes dos movimentos de direita na europa;
  • Desenvolver formas inovadoras de trazer a história para os nossos dias;
  • Disseminar novos métodos.

Entidade organizadora:
LAG - Organization for Civic Education and Democracy in Brandenburg
Saber mais: https://www.lag-brandenburg.de/english/
O workshop organizado pela LAG será focado na cultura da memória dos regimes fascistas na Alemanha.

Entidades parceiras:

Regulamento do Concurso

1) From Yesterday to Today – How History is Told? The Culture of Remembrance of Fascist Regimes in Europe, aborda a narrativa histórica de cada país (Croácia, Hungria, Portugal e Alemanha) e a sua história fascista através de trocas e encontros. É um programa europeu financiado pelo Europe for Citizens.

2) Um dos objetivos do programa é um intercâmbio cultural entre jovens. De forma a selecionar 6 jovens portugueses a Junta de Freguesia de Campo de Ourique (parceiro em Portugal) cria o presente concurso.

3) A Junta de Freguesia irá organizar os jovens em duplas de forma que cada uma participe, presencialmente, nos seguintes workshops:

  • 16-18 de março Potsdam (Alemanha)
  • 07-10 de maio Zagreb (Croácia)
  • 10-13 de maio Budapeste (Hungria)

Todas as duplas participarão nos workshops a realizar em Lisboa entre 23 e 26 de abril.

4) Condições de participação:

a. Ter entre 18 e 30 anos;
b. Ser recenseado na Freguesia de Campo de Ourique;
c. Ter Boa capacidade de comunicar em inglês;
d. Estar motivado para participar em todas as fases do programa (caso seja selecionado).

5) Modo de participação:

a. Escrever uma carta fictícia dirigida a uma personalidade à escolha (pública ou privada, devidamente contextualizada) explicando a importância da biblioteca para a disseminação dos valores da democracia, liberdade e europa.
b. Formato:
       i. Máx. 2 páginas A4, fonte: Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1, margem 3;
       ii. Palavras-chave obrigatórias: Biblioteca, Liberdade, Democracia e Europa;
       iii. 1 cópia da carta escrita em português e 1 cópia escrita em inglês;
       iv. A carta deve de vir acompanhada por uma pequena introdução da personalidade escolhida.
c. Preencher o formulário da ficha de inscrição (disponível no site da JFCO) e anexar a carta ou preencher a ficha de inscrição (disponível em suporte papel na biblioteca) e entregar juntamente com a carta na Biblioteca Centro Cultural Cinema Europa entre os dias 17.12.21 e 03.01.22.

6) Os resultados serão divulgados no dia 21 de janeiro de 2022 no site da Junta de Freguesia de Campo de Ourique.

7) O Júri é constituído por um elemento do executivo da JFCO, um elemento do CampOvivo e um elemento de uma associação historicamente relevante na luta pela democracia. Link para ficha de inscrição:

Inscreva-se preenchendo a Ficha de Inscrição 

Ficheiros Disponíveis:

Outras Notícias

Nova Imagem da Junta de Freguesia

Anterior